Poeiras Explosivas: Como Saber se um Equipamento EX é Seguro para o Trabalho?

As explosões são um dos principais perigos de segurança na indústria. Elas podem ser causadas por gases presentes na atmosfera (o mais comum) ou mesmo por poeiras no ambiente.

Apesar de mais difíceis de ocorrer, as explosões por poeira não devem ser subestimadas. Existem muitas substâncias que, em estado “normal”, não são combustíveis, mas na forma de poeira podem explodir.

Além disso, a poeira pode se acumular em locais fora do campo de visão, se tornando um risco invisível. Na presença de uma fonte de ignição, a nuvem de poeira se inflama e explode, agitando outras poeiras no ambiente e causando explosões secundárias que são ainda mais perigosas.

Quais materiais geram poeiras explosivas?

Diversas substâncias se tornam combustíveis na forma de poeira, sendo materiais de diferentes setores da indústria. Alguns exemplos são:

  • Produtos do agronegócio (grãos, açúcar, clara de ovo, leite em pó, batatas, farinhas, chás etc.)
  • Madeira
  • Carvão
  • Borracha
  • Plásticos
  • Tecidos
  • Pesticidas
  • Metais como alumínio, zinco, magnésio etc.

Dessa forma, qualquer local de trabalho que processe, transporte ou lide com essas substâncias de alguma maneira apresenta risco de explosões.

Por isso, é fundamental tomar as medidas de segurança adequadas, como identificação de riscos, limpeza frequente e uso de equipamentos apropriados.

Qual tipo de equipamento de iluminação é seguro para ambientes com poeiras explosivas?

Para se iniciar um incêndio são necessários três elementos (o chamado “triângulo do fogo”): combustível, oxigênio e uma fonte de ignição. Já no caso de uma explosão de poeira, acrescentam-se dois elementos – o “pentágono da explosão de poeira”. Assim, são necessários:

– Oxigênio (sempre presente na atmosfera)

– Combustível (no caso a própria poeira)

– Fonte de ignição (como faíscas de um equipamento elétrico)

– Dispersão das partículas de poeira (formando uma nuvem)

– Confinamento da nuvem de poeira

Portanto, para evitar a explosão, basta remover algum dos elementos. Como nem sempre é possível manter o ambiente limpo o tempo todo para evitar a poeira, o mais seguro é evitar fontes de ignição.

As lanternas, por exemplo, são equipamentos elétricos essenciais para trabalhos na indústria, mas os modelos mais comuns geram faíscas que podem servir como ignição. Por isso, é preciso investir em equipamentos seguros, os chamados “anti explosão” ou “EX”.

Existem diversos tipos de equipamento anti explosão no mercado, e nem todos são adequados para o risco de poeira, já que o mais comum é o risco por gases. Para saber se o equipamento pode ser usado com segurança em locais com poeira combustível, é necessário então observar as marcações em seu certificado.

Oficialmente, a marcação de poeiras é representada no certificado pela letra D. Assim, os níveis de proteção seriam:

  • Zona 20, 21 e 22: Da / 1D
  • Zona 21 e 22: Db / 2D
  • Zona 22: Dc / 3C

No entanto, são poucos os produtos que apresentam a marcação para poeira, já que, como dito anteriormente, o mais comum são os riscos por gases. Felizmente, existe uma forma de saber se o produto seguro para gás também é seguro para poeira.

Isso acontece porque o equipamento gera a explosão por meio de faíscas, tanto no caso dos gases quanto das poeiras, sendo a diferença principal a temperatura necessária para que isso ocorra.

De maneira geral, o mais recomendado são os produtos intrinsecamente seguros, identificados pela marcação “Ex ia” no certificado. Isso pois seu método de proteção é uma blindagem que impede seu corpo de gerar faíscas, operando em baixas temperaturas.

Além disso, outra maneira de garantir que o equipamento é seguro é pela marcação de temperatura. A temperatura necessária para que cada tipo de poeira exploda varia, mas a mínima fica em 240 °C (enxofre). A maior parte dos materiais fica entre 300 e 600 °C.

Assim, basta verificar a temperatura máxima atingida pelo equipamento. Essa informação é indicada no certificado pela letra T, da seguinte forma:

  • T1 = 450 °C
  • T2 = 300 °C
  • T3 = 200 °C
  • T4 = 135 °C
  • T5 = 100 °C
  • T6 = 85 °C

Portanto, equipamentos EX do T3 ao T6 são seguros para locais de trabalho com poeiras combustíveis.

Conclusão

As poeiras combustíveis são um enorme risco de segurança em diversas indústrias, especialmente no agronegócio. Apesar dos equipamentos anti explosão serem necessários, nem todos possuem a marcação explícita para poeiras.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a identificar os produtos seguros para seu setor. Na Raclite, somos especialistas em equipamentos de iluminação portátil para indústrias. Aproveite para conhecer nossa linha de iluminação EX intrinsecamente segura.

Entenda o significado de cada marcação nos certificados antiexplosão

 

Fontes

ABNT NBR IEC 60079-0:2013 – Atmosferas explosivas
IECEX – International Electrotechnical Commission System for Certification to Standards Relating to Equipment for Use in Explosive Atmospheres
CCOHS (Canadian Centre For Occupational Health and Safety) – Combustible Dust
‘Dust explosions in the process industries’ – Rolf. K. Eckhoff
Experimental Analysis of Minimal Ignition Temperatures of a Dust Layer and Clouds on a Heated Surface of Selected Flammable Dusts – M.Polka, Z.Salamonowicz, M.Wolinski, B.Kukfisz
Atendimento Raclite
Selecione o tipo de atendimento